Os sete activistas do auto-denominado Movimento Revolucionário em Benguela continuam encarcerados pela Polícia Nacional, após a sua detenção na última terça-feira, 02/07, na cidade do Lobito quando realizavam uma “manifestação pacifica” devido a falta de água.

Radio Angola|Eduardo Ngumbe | Benguela

Os jovens activistas foram detidos por volta das 9 horas, de terça-feira, por efectivos da corporação se manifestavam defronte à Administrada Municipal do Lobito reclamando pelo direito à água.

Após a sua detenção, os jovens “revús” passaram mais de 6 horas na 1º Esquadra da Polícia, onde momentos mais tarde, foram conduzidos ao Tribunal de Comarca do Lobito para que fosse julgados sumariamente por crime de assuada, facto que não aconteceu, segundo uma fonte da Rádio Angola, devido a elaboração tardia do processo.

Não acontecendo o julgamento sumário, os activistas foram encaminhados à Penitenciária onde passaram a noite. A Rádio Angola sabe que o julgamento sumário dos activistas deve acontecer nas próximas horas.

O comandante municipal do Lobito, Carlos Diamantino disse que tão logo a Polícia Nacional se apercebeu de uma possível manifestação a ser realizada defronte a Administração foram postos agentes a paisana para catalogar os manifestantes mais conhecidos, feito isto, ligaram para ele e tomou para si a responsabilidade de, no terreno das operações, liderar a intervenção que culminou com a detenção dos activistas.

Os sete activistas que aguardam pelo julgamento sumário são:

Bambi Cavalo
Martinho Prio
Silvano Olimpo
António Pongoti
Albino Elavoko
Avisto Tchongolola
Aberto José Cachimano

© 2018 - Friends of Angola

All Rights Reserved to  friendsofangola.org