Fonte: VOA

Em Luanda foram realizadas duas manifestações

Apesar da concentração para a manifestação contra o desemprego, na cidade de Malanje, ter tido no local apenas oito indivíduos, a Polícia impediu que a mesma se realizasse, neste sábado, 8 de Dezembro.

Os oito activistas presentes no largo Nginga Mbande foram levados para uma unidade policial com cartazes que exigiam mais postos de trabalho.

Testemunhas no local disseram que a marcha, que aconteceria em simultâneo com outras províncias de Angola, não foi autorizada pelo governo provincial.

Segundo informações que a VOA obteve, os manifestantes foram retidos por não ter havido qualquer anuência para protecção policial.

Uma outra fonte assegurou que os detidos seriam libertos antes de anoitecer.

Angolanos em todo o país prometeram marchar neste sábado para reclamar 500 mil empregos, a promessa do Presidente João Lourenço, na campanha eleitoral.

Luanda realizou duas manifestações: Desemprego e Liberdade Religiosa

Na capital angolana foram realizadas duas manifestações neste sábado, uma pela liberdade religiosa e outra contra o desemprego.

A manifestação pela liberdade religiosa foi organizada pela Ordem dos Pastores de Angola. Partiu no Cine Atlântico até ao Largo das Escolas e contou com mais de três mil manifestantes.

A manifestação contra o desemprego partiu do cemitério do Santana até ao Largo das Heroínas e contou com cerca de 100 participantes.

© 2018 - Friends of Angola

All Rights Reserved to  friendsofangola.org